DICIONÁRIO OBSOLETO!

DICIONÁRIO OBSOLETO!

VOCÊ NÃO É UM JUMENTO... NÃO FIQUE TÃO PASMADO! FAÇO-LHE UM JURAMENTO DE LHE FAZER UM FORMADO: LEIA OS MEUS ARGUMENTOS E.... FORME-SE EM DOUTORADO! /// A PALAVRA É DOM DE DEUS PÁRA A LIVRE COMUNICAÇÃO, OS ERROS SERÃO SEMPRE MEUS, SE NÃO SANÁ-LOS COM PERFEIÇÃO /// O DICIONÁRIO É O PASSAPORTE DAS CONSULTAS FREQUENTES, CONTUDO, DEVIA SER O NOSSO SUPORTE PRÁ EVITAR OMISSÕES INCOERENTES.
(aa.)S.A.BARACHO.

Este Dicionário mirim foi por mim planejado depois que pesquisei no Minidicionário de Aurélio Buarque de Holanda Ferreira, uma sumidade no tema em foco.
Visa esta modestíssima "obra", tão somente, destacar alguns termos obsoletos do nosso cotidiano.
"Adrede por alvedrio sem amavíos ou arcano, porém, árdego ao arrostar o axioma."
A nossa "língua mãe" nos foi inoculada pelos nossos irmãos portugueses. A sua riqueza de sinônimos, acrescidos pela "gíria" e palavras "chulas" do nosso dia-a-dia, diversificado pelas passarelas de papeis tramitando pelas nossas vastas regiões desiguais em didática, tirocínio, cultura e folclore. Fizeram-nos receber uma sinonímia das mais variadas que, coletadas nos dicionários vigentes, acabaram por ficarem "alheias às suas funções de consulta prévia" ao aparecerem em outros locais com hábitos diferentes e conhecimentos diversos da origem inserida nos léxicos.
De nada adiantará dizer a palavra piçarra ou faisqueira a um carioca ou paulista, nem macaxeira pára um gaúcho pouco ilustrado.
SE HÁ DICIONÁRIOS DE SINÔNIMOS, ANTÔNIMOS, GÍRIAS, CHULO, LÍNGUAS TRADUZIDAS ETC. POR QUAL RAZÃO AINDA NÃO FOI ELABORADO E DISTRIBUINDO UM DICIONÁRIO DE PALAVRAS POUCO DIFUNDIDAS OU MESMO OBSOLETAS?
Não é apenas uma pergunta e, sim, uma constatação emergente desta minha humilde forja.
Justifico, modestamente, a minha opinião com os seguintes tópicos:
-Classificação sedimentária e, ao mesmo tempo, indiscriminativa do usual;
-Delimitação do obsoleto sem excluí-lo e/ou discrimá-lo;
-União das regiões brasileiras e dos seus costumes por meio da leitura e comparação com a palavra "estranha" que lhes chegarem ao conhecimento;
-Codificar textos entremeando-se a eles o obsoleto, justamente para embelezá-lo ou confundir a quem dele não deva tomar conhecimento de imediato. Por exemplo: Se você "xingar" um oficial formado na academia superior das forças armadas, o chamando de "taludo". Ele poderá não aceitar se for um macérrimo, no entanto, se o tratar de "Tarimbeiro", ele poderá até agradecê-lo se não souber (com honrosas exceções) que "Tarimbeiro" significa "Oficial que ganhou a patente sem ter sido praça e sem ter nenhum curso ou estudo superior".
-Ajudar na difusão dos dicionários que, erroneamente, são vulgarmente chamados de tira-teimas e apenas fonte de consultas quando, a meu ver, deveriam ser "livros de cabeceira" e de leitura constante, por se tratarem de professores de línguas e termos diversificados.
Ao elaborar o dicionário em foco, fi-lo, apenas extraindo alguns vocábulos pouco comuns (para mim), relegando os derivados, termos científicos, nomes, topônimos e os alusivos à maioria da fauna, flora e minerais-Não fiz a compilação nem de trinta e cinco por cento do material encontrado no livro referido e por mim pesquisado.
Para não ser chamado de prolixo (ou... palavrinha!), aqui termino esta abertura, esperando que seja lido da letra "A" até ao final da "Z" para a minha alegria de um simplório empírico labutando pelos tira-teimas da vida e ajudado pelos meus companheiros de jornada.

Coronel Fabriciano - MG. - Vale do Aço.

Sebastião Antônio Baracho
Fone: 0(xx)3l- 3846 6567.
conanbaracho@uol.com.br


"A"

Aba-Lugar contíguo. Abacial-Relativo a abade ou abadessa.
Ábaco-Para operações aritméticas. Abalada-Em desuso.
Abancar-Sentar no banco. Abanheém-(Tupi) Texto.
Acalanto-Cantiga de ninar. Acepipe-Petisco.
Acerbo-Azedo. Acha-Toco de pau, lenha.
Achamalotado-Irritante. Acocorar-se-Por-se de cócoras.
Acoimar-Multar, punir. Acoroçoar-Alentar, encorajar.
Acrimônia-Aspereza, rudeza. Ademais-Além disso; demais.
Ademanes-Acenos, gestos, sinais. Adminículo-Pequena ajuda.
Adrede-De propósito. Adusto-Queimado, abrasado.
Aedo-Poeta. Afear-Tornar-se feio.
Álacre-Alegre, jovial. Alarve-Rude, palerma, glutão.
Alcagüete-Delator. Alcandorado-Elevado, sublimado.
Aléia-Alameda. Aleive-Calúnia.
Aleivosia-Traição, deslealdade. Alentado-Valente, brioso.
Alfarrábio-Livro antigo ou velho. Alfombra-Tapete espesso e fofo.
Algaravia-Linguagem pouco inteligível Algibeira-Bolso.
Alvedrio-Vontade própria. Alvião-Enxadão ou picareta.
Amarfanhar-Amarrotar. Amavíos-Feitiços, encantos.
Anacoreta-Religioso vivendo na solidão. Ancho-Largo; vaidoso.
Andaço-Pequena epidemia. Andança-Viajar, viagem, excursão.
Andejo-Andar por muitas terras. Anexim-Provérbio.
Anfractuosidade-Saliência irregular. Anho-Cordeiro.
Apodo-Alcunha. Apoquentar-Irritar, azucrinar.
Aranzel-Discurso prolixo, arenga. Arcano-Segredo, mistério.
Árdego-Impetuoso. Argentário-Milionário.
Arquejo-Respiração difícil. Arrabalde-Subúrbio etc.
Arras-Garantia, prova, demonstração. Arrelia-Zanga, irritação.
Arrevesado-Confuso de entender. Arrivista-Querer vencer a todo custo.
Arrostar-Encarar sem medo. Arrufo-Ressentimento passageiro.
Assacar-Imputar caluniosamente. Assecia-Partidário, sectário.
Assuada-Arruaça - vaia. Atafulhar-Encher-se em demasia.
Atoarda-Notícia vaga; boato. Atrabiliário-Colérico.
Augúrio-Presságio Áulico-Cortesão, palaciano.
Austro-O sul. Avoengos-Antepassados, avós.
Axioma-Verdade por si mesma, sentença. Azêmola-Besta de carga.
Aziago-Agourento - infausto.

"B"

Babaquara-Tolo Babau-Acabou-se, foi-se.
Baço - Adj. -Sem brilho, embaçado. Badameco-João-ninguém.
Bafafá-Rolo. Bagana-Guimba de cigarros.
Baita-Muito grande. Balangandã-Penduricalhos.
Balda-Defeito habitual, mania. Beldado-Frustrado, inútil, vão.
Balouço-Balanço. Balzaquiana-Mulher de uns 30 anos.
Bambochata-Patuscada, pândega. Bambúrrio-Fortuna inesp. Sorte no jogo.
Banzar-Pensar detidamente; cismar. Banzé-Rolo.
Baraço-Corda ou laço de estrangular. Barafunda-Confusão.
Bardo-Poeta trovador. Barregã-Concubina.
Basbaque-Tolo, apalermado Bátega-Pancada de chuva.
Batota-Trapaça em jogo. Bedel-Empregado Subalterno de escolas.
Beleguim-Agente policial tira. Bernarda-Motim, desordem.
Besuntar-Sujar, lambuzar. Bilontra-Velhaco, patife, conquistador.
Biltre-Homem vil, infame. Birita-Cachaça.
Bispar-Espreitar com atenção. Blandícia-Carícia, meiguice.
Blasonar-Orientar, alardear. Bocó-tolo.
Bodeado-Chateado, amolado. Bodega-Taberna, pequeno armazém.
Boicininga-Cobra cascavel. Bonifrate-Fantoche, títere.
Borocoxô-Sem coragem, mole, fraco. Borra-botas-João-ninguém.
Borracho-Beberrão. Borrego-Cordeiro com menos de um ano.
Bosquejo-Rascunho Botica-Farmácia.
Botoeira-Casa. Braga-Calção curto, largo e antigo.
Brocha-Prego curto, cabeça larga/chata. Bródio-Comezaina.
Buena-dicha-Sorte, sina. Bulha-Confusão de sons e gritos.
Bulhufas-Coisa nenhuma, nada. Bulício-Rumor contínuo e indefinido.
Bulimia-Apetite insaciável. Busílis-O ponto difícil p/solução de algo.

"C"

Cabala-Maquinação, conspiração. Cabeça-de-porco-Cortiço.
Cabeção-Gola larga. Cabochão-Pedra talhada não facetada.
Cabotino-Presumido: gosta de aparecer. Caçapo-Coelho novo.
Cachola-Cabeça. Cacunda-Costas.
Cafundó-Lugar ermo de difícil acesso Cainhar-Latir doloridamente (o cão).
Calhorda-Pessoa desprezível. Calmar-acalmar.
Caluda-Para impor silêncio. Calundu-Mau humor, amuo.
Calunga-Coisa considerada pequena. Cambado-Torto de um lado.
Cambalo-Cambeta, pernas tortas. Cambar-Entortar as pernas ao andar.
Camorra-Associação de malfeitores. Campanudo-Pomposo, bombástico.
Canapé-Pequeno sofá com costas e braços. Candonga-Adulação, intriga, mexerico.
Cangapé-Pontapé na panturrilha. Canhenho-Caderneta, registro de lembranças.
Canhestro-Desajeitado. Capiau-Caipira.
Caquexia-Desnutrição profunda. Caradura-Cínico, sem-vergonha.
Cara-metade-A esposa em relação ao marido. Caraminguá-Dinheiro.
Caraminholas-Fantasias, mentiras. Carantonha-Cara feia e grande-carão.
Carapetão-Mentira grande. Carcoma-Caruncho.
Cardigã-Casaco de malha sem gola. Cariboca-Caboclo.
Caroável-Carinhoso, meigo. Cartapácio-Livro grande, antigo, calhamaço.
Cartuxa-Ordem religiosa austera- Séc. XI. Casmurro-Teimoso.
Cáspite-Admiração com ironia. Casquinada-Riso de escárnio, gargalhada.
Castrense-Relativo à classe militar. Catacego-Vista curta.
Catadupa-Queda de muita água corrente. Catadura-Aspecto, aparência.
Catão-Homem austero. Catarse-Purgação, purificação.
Caterva-Corja. Catimbau-Feitiçaria, baixo espiritismo.
Cantimplora-Vaso metálico p/ esfriar água. Caturrice-Teimosia infundada.
Cauto-Cauteloso. Cavilação-Astúcia, manha, ironia.
Ceata-Ceia lauta, abundante. Cediço-Sabido de todos.
Celerado-Perverso ou criminoso. Celso-Excelente, sublime.
Cepa-Tronco de videira. Cerce-Rente.
Cerdo-Porco. Cerro-Colina.
Cerúleo-Da cor do céu. Cervo-Espécie de veado.
Chalaça-Dito zombeteiro. Chaleirar-Adular, bajular.
Chanca-Pé grande; calçado largo. Charneca-Terreno inculto.
Charola-Ardor. Chauvinismo-Nacionalismo exagerado.
Chavelho-Corno, chifre. Chicana-Ardil, astúcia.
Chilique-Síncope. Chinfrim-Insignificante, algazarra.
Chinó-Cabeleira. Chispe-Pé de porco.
Chiste-Dito engraçado, gracejo. Choldra-Coisa imprestável, ralé.
Chouto-Trote; miúdo e incômodo. Chué-Ordinário, reles.
Chulo-Ordinário, usado pela ralé. Chupitar-Bebericar aos poucos.
Chusma-Muitas pessoas; magote. Cica-O travo de certas frutas verdes.
Cincada-Falta ou erro por imperícia. Cindir-Separar, dividir.
Cinegética-Caçar com cães; caça. Cinerário-Relativo a cinzas.
Cioso-Ciumento, zeloso, cuidadoso. Circunlóquio-Rodeio.
Citadino-Habitantes das cidades. Citrino-Da cor ou sabor do limão.
Cizânia-Grama nociva, joio, discórdia. Claque-Admiradores, seguidores de alguém.
Clavina-Carabina Coarctar-Estabelecer limites, restringir.
Coetâneo-Contemporâneo. Cofiar-Alisar barbas e bigodes com às mãos.
Cogote-Nuca. Coima-Castigo, pena, multa.
Coito-Cópula, relação sexual. Coleio-Movimento sinuoso.
Colimar-Ter em vista, pretender. Colóquio-Conversa entre pessoas.
Comenos-Momento, ocasião. Cominar-Impor, prescrever (castigo, pena).
Compunção-Pesar profundo. Concernir-Ter relação; referir.
Conchavo-Acordo, ajuste. Conciliábulo-Assembléia secreta para o mal.
Conculcar-Calcar aos pés. Concupiscência-Apetite sexual excessivo.
Conducente-Que conduz (a um fim). Confim-Que confina.
Confins-Raias, fronteiras, extremo longe. Confranger-Moer, esmigalhar, infligir.
Confutar-Refutar, impugnar, contrariar. Congeminar-Multiplicar, redobrar.
Congruência-Harmonia, coerência. Conjurado-Conspirador.
Consecução-Ato ou efeito de conseguir. Consentâneo-Apropriado, adequado.
Consistir-Constar, compor-se, basear-se. Consoada-Ceia da noite de Natal.
Consorte-Cônjuge. Conspícuo-Notável, eminente, insigne.
Conspurcar-Sujar-se, macular-se. Constrição-Aperto, compressão.
Contrafação-Falsear produtos, assinaturas. Contraparente-Parente afastado ou afim.
Contrito-Arrependido. Contumaz-Teimoso, obstinado.
Conúbio-Ligação, aliança. Conventicho-Prostíbulo.
Convescote-Piquenique. Coonestar-fazer parecer honesto, decente.
Copázio-Copo grande. Coroca-Decrépito, caduco.
Corrilho-Reunião facciosa; conciliábulo. Coruscar-Fulgurar, luzir.
Coteja-Comparsa. Cruento-Sangrento, sanguinolento.
Crusta-Crosta. Cupidez-qualidade de cúpido; cobiça.
Cupincha-Amigo, camarada. Curra-Violência sexual.

"D"

Dândi-Homem vestido com mui apuro. Debicar-Provar, comer pouco, zombar de.
Debique-Zombar. Deblaterar-Chamar ou falar com violência.
Debuxar-Desenhar. Decalcar-Copiar desenho calcando - plagiar.
Decrépito-Muito idoso ou gasto. Dédalo-Cruzamento confuso; labirinto.
Defecção-Abandono de partido, crença etc. Defeso-Proibido, vedado.
Defluxo-Escorrimento da mucosa nasal. Deglutir-Engolir.
Degustar-Avaliar o sabor pelo paladar. Dejetar-Defecar.
Delambido-Afetado, presumido. Deletério-Que destrói, nocivo, corruptor.
Delíquio-Desfalecimento, desmaio. Delir-Apagar, desvanecer.
Delonga-Demora. Depauperar-Empobrecer, enfraquecer.
Derrear-Vergar ao peso, inclinar. Derrocada-Desmoronamento, ruína.
Desabrido-Rude, áspero, insolente. Desadorar-Detestar, abominar.
Desaire-Faltar decoro, inconveniência. Desancar-Bater na nuca, criticar severamente.
Desasnar-Tirar da ignorância, ensinar. Desazado-Desajeitado, inapto.
Desbragado-Descomedido, impudico. Descaída-Lapso, erro.
Descalabro-Grande dano ou perda, ruína. Descalçadela-Descompostura ou repreensão.
Descocó- Atrevimento. Descoroçoar-Fazer perder ânimo, coragem .
Descurar-Desleixar, descuidar. Desenxabido-Sem sabor, insípido, monótono.
Detença-Demora, delonga. Diacho - Diabo.
Distribe-Critica. Dictério-Zombaria, troça.
Digressão-Desvio de rumo ou assunto. Dilação-Adiamento, delongas.
Dileção-Estima, afeição especial. Dimanar-Brotar, derivar, emanar.
Dióico-Ter dois órgãos sexuais. Dislate-Asneira.
Dita-Fortuna, sorte; boa sorte. Dito-cujo-Cujo, alguém.
Doesto-Acusação desonrosa. Injuria. Doidivanas-Leviano, estouvado.
Donaire-Gentileza, garbo, graça. Doudo-Doido, louco.


"E"
Ecletismo-Teses de sistemas diversos. Eclosão-Surgir, aparecimento.
Edaz-Voraz, glutão. Edulcorar-Adoçar, tornar doce.
Eole-Comestível. Égide-Defesa, proteção, amparo.
Eito-Roça onde trabalha escravo. Eldorado-País imaginário e rico.
Elidir-Fazer elisão de; suprimir. Elisão-Eliminação, supressão.
Embair-Enganar, iludir. Embasbacar-Ficar boquiaberto, pasmar-se.
Embate-Choque impetuoso. Embelecar-Enganar ou ser enganado, iludir.
Embromar-Enganar, não cumprir promessa. Ementa-Resumo, nota, apontamento.
Empelicado-De muita sorte. Emperiquitar-Enfeitar em demasia.
Empetecar-Excesso de enfeites. Empombar-Zangar-se, irritar-se.
Empós-pós, depois. Empulhar-Troçar, zombar, enganar.
Êmulo-Competidor, rival. Encafifar-Envergonhar-se, encabular-se.
Encafuar-Esconder-se. Encaiporar-Tornar-se infeliz, azarado.
Encalacrar-Endividar-se, meter-se em rolo. Encalço-Rasto, pista, pegada.
Encalistrar-Envergonhar-se, vexar-se. Encalmar-aquecer, zangar, irritar.
Encanzinar-Teimar, enfurecer-se. Encarangar-Paralisar por frio
Encarapitar-Pôr-se no alto. Encarniçamento-Obstinação.
Encarniçar-Incitar, açular, enraivecer-se. Encarquilhar-adquirir rugas.
Encasquetar-Cismar, persuadir, obstinar. Encetar-Começar, principiar.
Encômio-Louvor, elogio. Endecha-Poesia muito triste.
Energúmeno-Endemoninhado, possesso. Enfaro-Enjôo, tédio.
Enfarpelar-Vestir roupa nova. Enfarruscar-Sujar com carvão, fuligem.
Enfatiotar-se-Vestir-se com apuro. Enfatuar-Envaidecer, tornar-se fátuo.
Engazopar-Lograr, embair. Engelhar-Enrugar, murchar.
Engolfar-se-Penetrar, entranhar-se. Engrolar-Pronunciar mal ou confuso.
Engulho-Ânsia de vômito, náusea. Enquizilar-aborrecer-se.
Ensanchas-Oportunidade, ensejo. Ensandecer-Perder a razão, enlouquecer.
Entenebrecer-Cobrir-se de trevas. Entojo-Nojo extravagante de grávida.
Entono-Orgulho, arrogância. Entrudo-Carnaval.
Entupigaitar-Embaraçar, atrapalhar-se. Envilecer-Tonar vil, aviltar.
Envolta-Confusão, desordem, tumulto. Enxerido-Intrometido.
Ergástulo-Cárcere. Ermida-Capela fora do povoado, igrejinha.
Eructação-Arroto. Esbaforido-Apressado.
Esbandalhar-Estragar, esfarrapar, perverter. Esbirro-Empregado menor do tribunal.
Esbodegar-Arruinar, estragar. Esbofar-Extenuar-se.
Esbórnia-Orgia. Esbulho-Espoliação.
Escabreado-Zangado, irritado. Escabroso-Pedregoso, árduo, indecoroso.
Escabujar-Debater-se com os pés e mãos. Escafeder-se-Safar-se.
Escalavrar-Golpear, esfolar, arranhar. Escalvado-Calvo, careca.
Escandir-Decompor verso: elemento métrico. Escangalhar-Desarranjar, estragar.
Escaninho-Pequeno compartimento. Escadadela-Escapada.
Escarcéu-Gritaria, alarido, vagalhão. Escarmento-Correção, castigo, punição.
Escárnio-Zombaria, desprezo, desdém. Escarpa-Ladeira íngreme.
Escarvar-Cavar superficialmente. Escoimar-Limpar, purificar.
Escolho-Rochedo na tona d' água. Esconso-Oculto, escondido.
Escopo-Alvo, mira, intenção. Escrínio-Pequeno cofre estofado para jóia.
Escroque-Usar da fraude para usufruir bens. Escrutar-Investigar, pesquisar.
Escusado-Inútil, desnecessário. Esdrúxulo-Esquisito, excêntrico.
Esfaimado-Faminto. Espoquear-se-Corar, enrubescer.
Esgandanhar-Ferir-se com as unhas. Esgalgado-agro e alto.
Esganado-Faminto, ávido, sôfrego. Esganar-Estrangular, sufocar.
Esganiçar-Cantar som agudo. Esgar-Careta, trejeito.
Esgazear-Volver o olhar em desvario Espeque-Escora de madeira.
Espevitado-Vivo, petulante, saliente. Espocar-Estourar pipocas.
Espórtula-Gorjeta, esmola. Espúrio-Ilegítimo, ilegal.
Esquálido-Sórdido, sujo, macilento. Esquipático-Extravagante, excêntrico.
Estabanado-Imprudente, desastrado. Estadear-Mostrar-se com ostentação.
Estafermo-Pessoa sem préstimo. Estipêndio-Salário.
Estopada-Coisa enfadonha, maçada. Estrambótico-Extravagante.
Estrênuo-valente, corajoso, tenaz. Estrilar-Exasperar, protestar veemente.
Estripulia-Travessura. Estro-Inspiração.
Estroina-Extravagante, perdulário. Estrompar-Extenuar.
Estropiar-Mutilar, fatigar. Estropício-Prejuízo, malefício.
Estrugir-Vibrar fortemente. Estrupício-Algazarra, asneira.
Estugar-Apressar, aligeirar ( o passo). Estulto-Tolo, néscio.
Esturrar-Queimar, secar demais. Evolar-se-Elevar-se voando, exalar-se.
Exacerbação-Irritação. Exangue-sem sangue, sem forças.
Exânime-Desfalecido ou morto. Exceler-Distinguir dos outros, ser excelente.
Excogitar-Cogitar, imaginar. Excretar-Segregar, expelir.
Execração-Aversão ilimitada, abominação. Exéquias-cerimônia fúnebre.
Exórdio-Começo de um discurso. Exsurgir-Erguer-se, levantar-se.
Extrínseco-Não pertencer à essência de algo. Exultar-Manifestar júbilo ou alvoroço.

"F"

Facécia-Dito chistoso. Faceto-Rngraçado.
Facúndia-Eloquência. Faiscador-Garimpeiro.
Falaz-Enganador, fraudulento. Falo-O pênis.
Famélico-Faminto. Fâmulo-Criado, servidor.
Fanal-Farol. Fanar-Murchar, secar.
Fancaria-Trabalho mal-acabado. Fanho-Fanhoso.
Faniquito-Ataque brando de nervos. Fariseu-Indivíduo hipócrita.
Farnel-Provisão alimentícia p/ jornada. Farofeiro-Fanfarrão.
Farripas-com cabelos ralos na cabeça. Fartum-Catinga rançosa, bodum.
Fastidioso-Tedioso. Fastuoso-pomposo, luxuoso, faustoso.
Fátuo-Muito tolo, vaidoso, presunçoso. Fausto-feliz, venturoso, próspero.
Fautor-Que é causa, favorece, fomenta. Favônio-Vento brando do poente.
Fealdade-Feiúra. Fedelho-Criançola.
Feérico-das fadas, magico, maravilhoso. Felonia-Traição, perfídia.
Fenecer-Terminar, morrer. Fero-Feroz, cruento, encarniçado.
Ferrabrás-Fanfarrão. Férula-Palmatória.
Fescenino-Obsceno, licencioso. Filáucia-Presunção, vaidade.
Finório-Esperto, ladino. Fissurado-Ávido, sôfrego, gamado.
Fito - Alvo. Flanar-Passear ociosamente.
Flectir-Vergar, dobrar, flexionar. Fleuma-Frieza de ânimo, impassibilidade.
Flórido-Brilhante, esplêndido. Fornicar-Copular.
Fornido-Abastecido, provido, robusto. Foros-Imunidade, privilégios.
Forreta-Avaro, mesquinho. Frascário-Estroina, libertino, dissoluto.
Fricote-Manha, chilique. Frioleira-Ninharia, bagatela.
Frisa-Camarote junto à platéia. Frontispício-Fachada principal, rosto, face.
Fruir-Possuir, usufruir, ter a posse. Fubecada-Pancada, surra, descompustura.
Fulcro-Suporte, sustentáculo. Fuleiro-Sem valor, ordinário, reles.
Fulo-Zangadíssimo, irritadíssimo. Fundão-lugar afastado, ermo.
Furibundo-Furioso. Fusco-Escuro, pardo.
Fuste-Haste, cabo. Fustigar-Bater com vara, açoitar.
Fuxico-Intriga, mexerico. Fuzarca-Farra, folia.
Fuzuê-Barulho, confusão.

"G"

Gabar-Vangloriar-se. Gabarola-Fanfarrão.
Gaforinha-Cabelos em desalinho. Gaiato-Rapaz travesso e vadio.
Gaio-Alegre, jovial. Gajo-Sujeito qualquer, tipo.
Galalau-Homem alto. Galhofa-Gracejo, troça, zombaria.
Gamado-Apaixonado. Gandaia-Vadiagem, ociosidade.
Garatuja-Desenho mal feito, rascunho. Garfar-Prejudicar, lesar.
Garridice-Apuro no vestir. Garrido-Elegante, enfeitado.
Garrulice-Tagarelice. Gasganete-Garganta.
Gaudério-Vadio, vagabundo. Gáudio-Alegria, júbilo.
Geena-Inferno, lugar de suplício, Gentalha-Ralé.
Gesta-Feitos guerreiros. Giba-Corcunda.
Gilvaz-Golpe ou cicatriz no rosto. Glabro-Sem pêlos ou sem barba.
Glauco-Verde-azulado. Gleba-Torrão, terreno para a cultura.
Glorióla-Glória vã. Glutão-Comilão.
Gnose-Conhecimento, sabedoria. Goela-Garganta.
Gogo-Gosma. Gogó-Pomo- de- Adão.
Golfar-Vomitar. Gorgomilo-Goela, garganta.
Gorgulho-Caruncho. Gorja-Garganta.
Graúdo-Grande, crescido. Gravame-Encargo pesado, ônus.
Greda-Giz. Gregário-Que vive em bandos.
Grei-Sociedade, partido, gado miúdo. Grilhão-Cadeia, laço, prisão.
Grimpa-Cume, cimo. Grotesco-Ridículo.
Guapo-Ousado, bonito, garboso. Guedelha-Cabelo longo e desalinhado.
Guenzo-Magríssimo. Guindar-Levantar, alçar.
Guiza-Maneira, modo. Gustação-Ato de provar o sabor.
Gutural-Relativo à garganta e o som dela.

"H"

Habitáculo-Residência pequena, modesta. Hachura-Raias ou sombra em desenho.
Hasta-Lança, leilão. Hausto-Trago, sorvo, aspiração.
Hecatombe-Mortandade. Hebdomadário-Semanal.
Helianto-O girassol. Herdade-Grande propriedade rural.
Heterodoxo-Desvio das principais doutrinas. Heureca-Achei, encontrei.
Hígido-Sadio, são. Hilariante-Que produz alegria, riso.
Hilário-Muito engraçado. Himeneu-Matrimônio.
Hipérbato-Inversão da ordem de palavras. Hipocampo-Cavalo-marinho.
Hipóstase-Ficção tomada como real. Hirto-Teso, imóvel, eriçado.
Hodierno-Atual, dos dias de hoje. Horelite-Contracheque.
Homiziar-Esconder-se. Homúnculo-Homenzinho.
Horda-Bando indisciplinado, malfazejo. Hoste-Tropa, exército.
Hulha-Carvão.


"I"

Içá-Tanajura. Iconoclasta-Destruir símbolo, estátua.
Iconoteca-Local de guardar imagens. Ictílco-Relativo a peixes.
Idiossincrasia-Modo de ver, sentir, reagir. Idos-Tempo ou dias passados.
Igarité-Canoa. Ignaro-Ignorante, bronco, rude.
Ignavo-Indolente, preguiçoso. Ignóbil-Sem nobreza, vil.
Ignomínia-Grande desonra, infâmia. Ignoto-Desconhecido, ignorado.
Igualha-Igualdade de posição social. Ilação-Dedução, conclusão.
Ilaquear-Fazer cair ou cair em logro. Ilibar-Tornar puro, sem manchas.
Imane-Muito grande, enorme. Imarcescível-Que não murcha.
Imbele-Não belicoso. Imberbe-Sem barba.
Impertérrito-Que não se aterroriza. Impostar-Emitir corretamente (a voz)
Ímprobo-Desonesto. Improfícuo-Sem proveito.
Impropério-Repreensão injuriosa-vitupério. Inação-Inércia.
Inalar-Absorver com o hálito, aspirar. Inane-Vazio, oco, frívolo, vão.
Inapetência-Falta de apetite. Inaudito-Incrível, extraordinário.
Inaudível-Não audível. Incauto-Imprudente.
Incidia-Recair, pesar, cair, incorrer. Incipiente-Que está no começo.
Incisão-Corte, talho, golpe. Ínclito-Celebrado, ilustre, egrégio.
Incoercível-Irreprimível. Incognoscível-Que não se pode conhecer.
Íncola-Habitante, morador. Inconcusso-Firme, estável, irrecusável.
Incongruente-Incoerente, inconveniente. Inconsútil-Sem costuras.
Increpar-Repreender, acusar, censurar. Incruento-Sem derramamento de sangue.
Incúria-Falta de cuidado, desleixo. Indefectível-Que não falha, infalível.
Indene-Sem danos, ileso. Inditoso-Desditoso.
Indumento-Roupa, traje. Inerme-Sem armas ou meio de defesa.
Inexeqüível-Inviável. Inexorável-Implacável, inflexível, rígido.
Infausto-Infeliz, aziago. Infecundo-Estéril.
Infenso-Contrário, adverso. Inferir-Deduzir pelo raciocínio.
Ínfimo-O mais baixo de todos. Influenza-Gripe.
Infrene-Sem freios, desenfreado. Ingente-Muito grande, enorme.
Inguinal-Relativo à virilha. Inhaca-catinga, morrinha.
Iníquo-Perverso, malévolo. Inócuo-Inofensivo, não faz dano.
Inodoro-Sem odor. Inópia-Grande pobreza, escassez absoluta.
Insídia-Emboscada, cilada. Insípido-Sem sabor, tedioso, monótono.
Insipiente-Ignorante. Insólito-Incomum, inabitual.
Intelecção-Ato de entender. Intemerato-Íntegro, puro, incorrupto.
Interregno-Interrupção, intervalo. Intimorato-Sem temor, destemido.
Intróito-Começo, princípio. Intumescer-Inchar.
Inusitado-Não usado ou não usual. Invectiva-Injúria, doesto.
Inverossímil-Inacreditável. Invés-Lado oposto, avesso.
Ínvio-Sem caminho, intransitável. Inzoma-Embuste, intriga.
Iracundo-Cheio de ira, irascível, irado. Irrisão-Zombaria, escárnio.
Írrito-Sem efeito, nulo. Itaoca-Caverna.
Ité-Sem gosto, insípido.

"J"

Jabaculê-Propina, gorjeta. Jaça-Mancha, falha.
Jacente-Que faz; imóvel, estacionado. Jactância-Vaidade, ostentação, arrogância.
Jaculatório-Oração santa e fervorosa. Jaez-Qualidade, espécie.
Jamegão-Assinatura, rubrica. Jângal-Floresta, selva.
Jargão-Linguagem corrompida. Jataí-Jatobá.
Jeca-Caipira. Jequice-Atos e modos do jeca.
Jerico-Jumento. Jingle-Pequeno anúncio musicado
Joça-Coisa complicada, ruim, sem valia. Jocoso-Engraçado.
Jogral-Trovador da idade média. Jacundo-Alegre, jovial, prazenteiro.
Judicante-O que julga. Jungir-Ligar, atar, unir.
Jururu-Triste, melancólico. Juvenescer-Rejuvenescer-se.

"K"

Observação: Nenhum vocábulo obsoleto encontrado.

"L"

Lábaro-Bandeira. Labéu-Nota infame ou infamante.
Lábil-Instável, transitório. Laborar-Labutar-cultivar terra, lavrar.
Labrego-Diz-se de pessoa rude, grosseiro. Laçarote-Laço grande e vistoso.
Lacrau-Escorpião. Ladino-Astuto, esperto, finório.
Ladravaz-Grande ladrão. Lagalhé-João-ninguém.
Lagar-Local para espremer uvas. Laico-Leigo.
Laivo-Mancha, nódoa. Laivos-Rudimento, noções elementares.
Lambão-Guloso, tolo, palerma. Lambe-lambe-Fotógrafo ambulante.
Lambisco-Pequena porção de comida. Lampeiro-Buliçoso, espevitado.
Lânguido-Fraco, mórbido, doentio. Lanho-Golpe com instrumento cortante.
Lanugem-Buço. Láparo-Filhote de coelho.
Lardo-Toucinho em fatias. Larvado-Insidioso, disfarçado.
Lascivo-Sensual, lúbrico. Lassidão-Prostração de forças, fadiga.
Latagão-Homem alto e robusto. Látego-Açoite de corda ou correia.
Latente-Oculto, dissimilado, não manifesto. Lato-Largo, amplo.
Latria-Adoração aos deuses, culto. Lauda-Cada lado do papel para escrever.
Laurel-Coroa de louros, prêmio, recompensa. Lauto-Suntuoso, abundante, opíparo.
Lavabo-Pia, lavatório. Lavor-Trabalho manual.
Laxar-Afrouxar. Lazena-Desgraça, miséria.
Ledo-Risonho, alegre. Leicenço-Furúnculo.
Lenimento-O que suaviza e mitiga. Lenir-Abrandar.
Lépido-Ágil, alegre, jovial. Leporino-Da lebre ou fenda no lábio superior.
Léria-Fala astuciosa, lábia. Lero-lero-Conversa fiada e sem objetivo.
Leso-Ofendido, lesado. Lesto-Ágil, expedito.
Léu-À toa, à vontade. Leva-Grupo, magote, alistamento militar.
Leva-e-trás-Intrigante, bisbilhoteiro. Léxico-Dicionário.
Lhano-Franco, sincero, afável. Libação-Ato de beber.
Libar-Beber, sorver. Libertino-Devasso, dissoluto.
Librar-Basear, equilibrar-suster-se no ar. Lídimo-Autêntico, puro, genuíno.
Limalha-Pó de metal limado. Limbo-Orla, borda.
Lívido-Extremamente pálido. Lixívia-Barrela.
Loa-Discurso laudatório, apologia. Lôbrego-Lúgubre.
Locupletar-Ficar rico por meio desonesto. Lombeira-Moleza, preguiça, sonolência.
Longânime-Magnânimo, generoso. Longevo-Muito idoso, macróbio.
Longilínio-Delgado e alongado. Loquaz-Falador, fecundo, eloqüente.
Lorota-Mentira, bazófia, conversa fiada. Lorpa-Tolo, grosseiro, boçal.
Lucubração-Meditação longa e profunda. Lúdico-Jogos, brinquedos, diversões.
Lues-Sífilis. Lupanar-Prostíbulo.
Lúrido-Pálido, lívido, sombrio. Lutulento-Lodoso, lamacento.
Luxento-Pretensioso, exigente. Luxuriante-Viçoso, exuberante.
Luxurioso-Libertino, sensual. Luzerna-Clarão.
Luzidio-Brilhante, luzente.

"M"

Macacoa-Doença sem gravidade. Maçada-Situação enfadonha, fastidiosa.
Maçante-Chato, amolante. Macambúzio-Tristonho, sorumbático.
Macaxeira-Mandioca. Macérrimo-Muitíssimo magro.
Macilento-Magro e pálido. Maciota-Sem esforço, sem se alterar.
Macróbio-De idade avançada. Madona-N, Senhora em imagem ou pintura.
Madraço-Mandrião. Magano-Diz-se de pessoa jovial, engraçada.
Magarefe-Que mata e esfola reses, carniceiro. Magno-Grande, importante.
Magote-Quantidade. Mal-ajambrado-Mal vestido, malposto.
Malbaratar-Desperdiçar, vender com prejuízo. Malevolente-De má índole, mau.
Malfadado-Desditoso, infortunado. Malfadar-Amigo de fazer mal.
Malfazejo-Amigo de fazer mal. Malgrado-Não obstante, apesar de.
Malogro-Insucesso, fracasso. Malparado-em perigo ou desfavorável.
Malquerença-Falta de estima ou amizade. Maisão-Doentio, mórbido, maléfico.
Malsinar-Desejar mal a -Agourar-se de. Malta-Bando, grupo, corja.
Malversação-Má administração. Mambembe-Ator ambulante-medíocre.
Mameluco-Filho de índio com branco. Mamute-Elefante fóssil.
Manancial-Fonte perene abundante, nascente. Manar-Correr ou fluir em abundância.
Manata-Velhaco, patife, magnata. Mancomunar-se-por-se de acordo, combinar.
Mandachuva-Figurão, chefe, líder. Mandinga-Bruxaria.
Mandrião-Preguiçoso, vadia, malandro. Manducar-Comer, mastigar.
Mangar-Caçoar, zombar, escarnecer. Manirroto-Mão-aberta.
Manjar-Comer, espionar. Mansarda-Água-furtada-morada pobre.
Mansuetude-Mansidão. Manzorra-Manopla.
Maracutaia-Negócio fraudulento. Marafona-Meretriz-boneca de pano.
Marejar-Verter, gotejar, brotar, sair. Maria-vai-com-as-outras--Sem vontade Própria.
Maricas-Efeminado ou medroso. Marionete-Fantoche.
Marosca-Trapaça, logro, ardil. Maroto-Ladino, esperto.
Marruá-Novilho não domesticado. Másculo-Varonil, viril.
Masmorra-Prisão subterrânea. Mastim-Cão que guarda o gado.
Matalotagem-Provisão de mantimentos. Matinas-Primeira parte de ofício divino.
Matiz-Nuança, tonalidade. Matinê-Vesperal.
Matreiro-Astuto, manhoso, sabido. Mátrio-Relativo à mãe.
Matrona-Mulher madura e corpulenta. Matula-Corja.
Farnel-Merenda. Maturar-Amadurecer.
Matutar-Penar, refletir, cismar. Matutino-De manhã, matinal.
Meato-Orifício. Mecenas-Protetor: da arte, artistas, sábios.
Medicante-Que ou quem mendiga. Meditabundo-Que medita profundamente.
Medrar-Crescer, progredir, prosperar. Megalocéfalo-Cabeça grande demais.
Megalomania-Mania de grandeza. Megera-Mulher cruel e desnaturada.
Meia-água-Telhado de um só plano. Melena-Cabelos longos e soltos.
Melífluo-Fluir como o mel, voz branda e doce. Melindrar-Magoar.
Melomania-Paixão exagerada pela música. Mendaz-Mentiroso, falso, desleal.
Menestrel-Poeta ou cantor medieval. Menoscabar-Depreciar, desprezar, insídia.
Mensurar-Medir, ou determinada medida. Mentecapto-Louco, néscio, tolo.
Mentor-Guia intelectual. Mequetrefe-João-ninguém.
Merencório-Melancolia. Merengue-Suspiro-Dança do Caribe.
Mesura-Reverência. Metediço-Intrometido, indiscreto, metido.
Mezinha-Qualquer remédio caseiro. Miasma-Emanação fétida de animais, plantas.
Micagem-Careta. Mijo-Urina.
Milongas-Mexericos, intrigas. Minudência-Pormenor, exame escrupuloso.
Minuta-Rascunho. Mirabolante-Ridículo, vistoso ou pomposo.
Miríade-Quantia grandíssima. Misantropia-Aversão à sociedade e homens.
Miscelânea-Misturas de coisas diversas. Miscível-Que se pode misturar.
Misoneísmo-Aversão a tudo que é novo. Missiva-Carta.
Mixórdia-Mistura e confusão desordenada. Mnemônica-Arte de Desenvolver a memória.
Móbil-Móvel. Mocambo-Habitação miserável.
Mocetão-Rapaz robusto e bem parecido. Mocetona-Moça forte e formosa.
Momices-Trejeitos, caretas, esgares. Montra-Vitrine.
Moratório-Que envolve demora. Morbo-Doença.
Morféia-Lepra. Morgado-Primogênito ou filho único.
Morigerado-Bons costumes ou vida exemplar. Mortiço-Prestes a apagar-se.
Motejar-Escarnecer. Motilidade-Faculdade de mover-se.
Mourejar-Trabalhar muito sem descansar. Moxinifada-Confusão, miscelânea.
Multifário-Ter muitos aspectos, variado. Mundícia-Asseio, limpeza.
Mungir-Ordenhar. Munificente-Generoso, liberal.
Múnus-Encargo, função. Murino-Próprio do rato.
Musáceo-Relativo à bananeira. Muxiba-Pelancas.


"N"

Nababesco-Luxuoso. Nacada-Grande pedaço ou porção.
Naco-Porção, pedaço. Nadir-Diametralmente oposto ao zênite.
Nanar-Dormir. Naqueloutro-Naquele mais outro.
Narcisismo-Homem muito vaidoso. Nasciturno-Que vai nascer.
Nastro-Fita estreita de tecido. Natimorto-Diz-se do que nasce morto.
Natura-Forma poética de natureza. Natureba-Só se alimenta de produtos naturais.
Nauseabundo-Nauseante-produz náusea. Necedade-Estupidez, disparate, tolice.
Necrópole-Cemitério. Nédio-Luzidio, brilhante.
Nefando-Execrável, indigno de e nomear. Nefasto-Funesto-de mau agouro, agourento.
Negaça-Engodo, isca. Negregado-Disfarçado, infeliz.
Nenhures-Em nenhuma parte. Nênia-Canto fúnebre.
Neófito-Recém batizado, novato. Nepotismo-Favoritismo.
Neres-Coisa nenhuma. Nércio-Ignorante, incapaz.
Nevrose-Neurose. Nica-Impertinência, ninharia.
Nidificar-Fazer ninho. Nife-Parte central da terra-Barisfera.
Niilismo-Descrença absoluta. Nimbar-Aureolar.
Nímio-Excessivo, demasiado. Níveo-De, ou alvo como a neve.
Nobiliário-Relativo a nobreza. Noctâmbulo-Anda ou vagueia de noite.
Nonada-Ninharia. Nonata-Nascer pela cesariana (criança).
Nortada-Vento frio e áspero vindo do norte. Nosocômio-Hospital.
Notário-Escrivão público-tabelião. Novel-Novo, inexperiente.
Nuança-Gradação sutil de cor-matiz. Núbil-Casadouro.
Nudação-Ato ou efeito de desnudar-se. Nuga-Ninharia.
Nulificar-Anular. Numismática-Estudo de moedas ou medalhas.
Nutriz-Mulher que amamenta.

"O"

Óbice-Impedimento, empecilho. Oblação-Oferenda a Deus ou aos santos.
Obliterar-Suprimir, apagar, eliminar. Oblongo-Mais comprido do que largo.
Obnubilar-Escurecer, obscurecer. Óbolo-Donativo ou esmola.
Obsoleto-Que caiu em desuso. Obtemperar-Obedecer, aquiescer.
Obumbrar-Cobrir-se de sombra-nublar-se. Oclusão-Ato de fechar.
Ode-Composição poética lírica. Odisséia-Viagem com peripécias e aventura.
Odre-Saco de pele para levar líquido. Ojeriza-Aversão, antipatia.
Olente-Adorante. Olor-Cheiro agradável, perfume.
Olvidar-Esquecer. Ominoso-Agourento, nefasto.
Onírico-Relativo aos sonhos. Onicofagia-Roedura habitual de unhas.
Onisciente-Que sabe tudo. Onomástico-Relativo a nomes próprios.
Ontológico-Relativo ao que é ao real. Ônus-Encargo, obrigações.
Opimo-Abundante, fértil, rico. Opíparo-Esplêndido, pomposo.
Opróbrio-Abjeção extrema, desonra. Opugnar-Tomar, assaltar, impugnar.
Opulência-Riqueza abundante, luxo. Opúsculo-Pequena obra escrita.
Orbe-Esfera, globo, astro. Orizicultura-Cultura de arroz.
Ornejo-Zurro. Ortodoxo-Segue princípios doutrinários.
Ortoépia-Pronúncia normal e correta. Oscular-Beijar.
Osga-Lagartixa. Ostracismo-Sair das funções, vida social etc.
Otomano-Turco. Ourela-Orla, margem, beira.
Outorgar-Aprovar, dar, consentir. Ovante-Triunfante, vitorioso.
Ovil-Curral de ovelhas; aprisco. Oxalá-Tomara; queira Deus.

"P"

Pabulagem-Empáfia, Fanfarrice. Pachola-Vaidoso - de elegância duvidosa.
Pachorra-Vagar, lentidão, indolência. Paço-Palácio real ou episcopal.
Pacova-Banana. Pacóvio-Tolo.
Padrear-Procriar (cavalo ou burro). Padre-cura-Pároco.
Pai-de-todos-O dedo médio. Pai-dos-burros-Dicionário, léxico.
Paio-Lingüiça muito curada de porco. Paisano-Compatriota-não militar.
Palanfrório-Palavreado. Palavrada-Palavrão obsceno e grosseiro.
Palavra-ônibus-Que tem várias acepções. Palavroso-Prolixo, loquaz.
Paleáceo-Da natureza da palha. Palrar-Sons vazios de sentido, chilrear.
Paludoso-Pantanoso. Pandarecos-Frangalhos, pedaços.
Pândego-Engraçado e alegre. Pando-Inflado-aberto e encurvado.
Pandorga-Papagaio. Pandulho-Barriga.
Panegírico-Elogio, louvor. Pantagruélico-Banquete abundante.
Pantomima-Mímica. Papalvo-Tolo, simplório.
Papiráceo-Semelhante ao papel. Paradigma-Modelo, padrão.
Paradoxo-Absurdo, contra o senso comum. Parafernália-Objetos diversos de uso pessoal.
Páramo-Campo deserto - O Firmamento. Parcel-Escolho, recife, baixio.
Parco-Não abundante, sóbrio, frugal. Pardavasco-Amulatado.
Paredro-Mentor, guia. Parlapatão-Fanfarrão.
Parolar-Tagarelar. Parvo-Tolo.
Pasmaceira-Apatia, pasmo. Passadio-Alimentação diária.
Pastiche-Imitar obra literária de outro. Patacoada-Bobagem, disparate.
Patético-Trágico, sinistro - Forte emoção. Patota-Grupo, bando, negócio duvidoso.
Patranha-Grande mentira. Patrona-Cartucheira.
Patuléia-Plebe, ralé. Patuscada-Pândega.
Paul-Pântano. Paveia-Molho, feixe.
Pávido-Que tem pavor, medroso. Pavonear-Exibir, ostentar, ufanar.
Pavuna-Vale fundo e escarpado. Peanha-Pedestal para imagens, cruz etc.
Pecha-Defeito, falha, falta. Peco-Que não medrou nem definhou.
Pecúnia-Dinheiro. Pedilúvio-Banho dos pés.
Pegureiro-Guardador de gado; pastor. Peita-Dádiva com vista a subornar.
Pejo-Pudor, acanhamento, timidez. Pélago-Abismo marítimo - mar alto.
Pelego-Capacho. Pelintra-Descarado, desavergonhado.
Penates-A casa paterna - o lar. Penico-Urinol.
Penso-Curativo. Perdigoto-Salpico de saliva.
Perdulário-Gastador, dissipador. Pereba-Pequena ferida.
Perfunctório-Que se faz apenas por rotina. Periodismo-Jornaleiro.
Peripécia-Sucesso imprevisto-Aventura. Perjurar-Abjurar- jurar falso.
Permear-Penetrar, atravessar, entremear. Permissivo-Tolerante, indulgente.
Pernalto-Que tem pernas altas. Pernicioso-Mau, nocivo, ruinoso.
Pernóstico-Presumido, afetado, pedante. Peroração-Parte final de um discurso.
Perro-difícil de abrir ou fechar. Perscrutar-Investigar minuciosamente.
Perseverar-se-Conservar-se firme/constante. Perspicaz-Fino, sagaz, que vê e observa.
Perspícuo-Nítido, claro. Pertinaz-Muito tenaz.
Peruar-dar palpite num jogo. Pespegar-Assentar com violência; aplicar.
Peta-Mentira. Petiz-menino, garoto.
Pétreo-Insensível, desumano. Petulante-Atrevido, ousado.
Piá-Índio jovem, menino. Picardia-Pirraça.
Picaresco-Burlesco, ridículo. Pícaro-Ardiloso, astuto, sagaz, esperto.
Picuinha-Pirraça. Piegas-Ridiculamente sentimental.
Pifão-Bebedeira. Pifar-deixar de funcionar - avariar-se.
Pífio-Reles, grosseiro, vil. Pileque-Bebedeira.
Piloso-Peludo. Pimpão-Vaidoso, jactancioso - janota.
Pináculo-Cone, píncaro, auge, apogeu. Pincho-Salto, pulo.
Pindaíba-Falta de dinheiro. Pingue-Gordo, fértil, fecundo.
Pinicar-Piscar, beliscar. Pipilar-Piar.
Pira-Fogueira. Pirado-Doido, louco.
Pirético-Febril. Pirexia-Estado febril.
Piriri-Diarréia. Pirraça-Picardia, picuinha, birra.
Pirralho-Criança. Pirrônico-Muito teimoso.
Písceo-Alusivo a peixe. Pitar-Fumar.
Pitéu-Petisco. Pito-Repreensão.
Píton-Grande serpente - Mago, necromante. Pivete-Menino ladrão.
Pixaim-Cabelo encarapinhado. Plácido-sereno, tranqüilo, brando.
Plaga-Região, país. Plagiar-Imitar obra alheia.
Plangente-Que chora, lastimoso. Plastrom-Gravata larga de pontas cruzadas.
Plausível-Razoável, admissível. Plebeu-Povo, zé-povinho.
Plêiade-Grupo de homens ou poetas célebres. Plúmbeo-Da cor do chumbo.
Plutocracia-Governo das classes ricas. Pluvial-Da chuva.
Pocilga-Curral de porco- casa imunda. Poemeto-Poema curto.
Poento-Poeirento. Polenta-Angu.
Poliandria-Mulher casar com vários homens. Polimorfo-Sujeito a variar de forma.
Polpudo-Muito rendoso. Poltrão-Covarde ou medroso.
Polução-Emissão involuntária de esperma. Porejar-Suar.
Porfia-Teima, disputa, competição. Porre-Bebedeira.
Pospor-Pôr depois, adiar. Postergar-Deixar atrás ou em atraso.
Póstero-Futuro, vindouro. Potável-Que se pode beber.
Povaréu-Multidão grande. Poviléu-O povo, a plebe.
Pragmático-Objetivo, direto, eficiente. Pratarraz-Prato grande.
Prebenda-Renda eclesiástica. Tarefa ruim. Precípuo-Principal, essencial.
Preclaro-Ilustre, famoso. Prédica-Sermão, discurso, oração.
Preeminente-Superior, sublime, distinto. Prélio-luta, combate.
Prenhe-Cheio, repleto, grávida. Presciente-O que prevê o futuro.
Presepada-Gabolice, fanfarrice. Pressagiar-Adivinhar, prever, pressentir.
Pressuroso-Cheio de pressa ou de zelo. Préstito-Procissão, marcha.
Primícias-Primeiros frutos, produções etc. Primípara-Partir pela primeira vez.
Primórdio-Fonte, origem. Prisco-Dos tempos passados - antigo.
Probante-Que prova em juízo. Probo-Íntegro, honrado.
Probóscide-Tromba do elefante. Procela-Tempestade marítima.
Prócer-Homem importante na nação, partido. Procrastinar-Adiar.
Proêmio-Prefácio. Profícuo-Vantajoso.
Prófugo-Fugitivo, desertor. Prolóquio-Provérbio.
Propedêutico-Introdução, prévio, preliminar. Propenso-Inclinado, tendente.
Propínquo-Próximo, vizinho. Propugnar-Defender combatendo.
Prosápia-Gabolice, altivez, orgulho. Prossecução-Prosseguimento.
Prosternar-Prostrar, curvar em respeito. Protervo-Petulante, insolente.
Protrair-Adiar. Provecto-Muito adiantado ou sabedor.
Psique-Alma, espírito, mente. Puerícia-Infância.
Pueril-Infantil, ingênuo. Pugna-Peleja, combate.
Pujante-Vigoroso, altivo, grandioso. Punguear-Furtar.
Pusilânime-Fraco de ânimo, energia e coragem. Pútrido-Pestilento, putrefato.
Puxo-Dor no ânus após evacuação difícil.

"Q"

Quadrante-Mostrador de relógio. Quadriga-Carro tirado por quatro cavalos.
Quadrúmano-Que tem quatro mãos. Quão-Como; que; quanto.
Quartos-Anca, quadris. Quebranto-Fraqueza, prostração- mau olhado.
Quedar-Estar quedo, parar. Quedo-Quieto.
Quejando-Da mesma natureza ou qualidade. Quinau-Corretivo, emenda.
Quiproquó-Confusão de coisas, equívoco. Quixotada-Fanfarrice, gabolice.
Quizila-Antipatia, zanga, rixa.

"R"

Rabugento-Ranzinza. Rábula-Advogar sem Ter diploma.
Radicar-Enraizar - arraigar. Radícula-Pequena raiz.
Rameira-Meretriz. Ramerrão-Repetição enfadonha - rotina.
Rapace-Que rouba. Ratinhar-Economizar ao máximo.
Reacionário-Contra a liberdade. Rebarbativo-Repelente por ser desagradável.
Rebenque-Chicote pequeno. Rebordosa-Repreensão - alvoroço; reboliço.
Rebotalho-Ninharia, refugo. Recalcitrar-Resistir desobedecendo, obstinar.
Recamo-Ornato, adorno. Recender-Ter cheiro forte, exalar cheiro.
Rechonchudo-Baixo e gordo. Recidivo-Tornar a aparecer ou manifestar-se.
Recôndito-Oculto, desconhecido. Recrudescer-Tornar mais intenso, agravar.
Récua-Corja. Redargüir-Replicar argumentando.
Redil-Curral, aprisco. Refluir-Voltar ao ponto de origem.
Refocilar-se-Revigorar. Refrão-Provérbio - estribilho.
Regalo-Prazer, alegria, presente, mimo. Regougar-Gritar ( a raposa).
Régulo-Indivíduo tirânico. Regurgitar-Vomitar.
Reinação-Pândega, folgança, travessura. Reiúno-De má qualidade.
Remisso-Negligente, indolente, lento. Remoque-Dito picante.
Renhido-Tenazmente disputado. Renque-Fileira, série.
Repasto-Refeição. Repelão-Empurrão, encontrão.
Repimpar-Refastelar. Repiquete-Vento brando em todas as direções.
Repositório-Depósito - coleção. Réprobo-Mau; perverso.
Reprochar-Lançar em rosto. Reproche-Censura, admoestação.
Reptar-Desafiar. Requestar-Pedir insistentemente; instar.
Resfolegar-Respirar com esforço ou ruído. Respaldar-Dar cobertura ou apoiar.
Resquício-Indício, vestígio. Ressaibo-Mau sabor, sinal, mágoa.
Ressumar-Deixar cair gota a gota. Réstia-Feixe de luz.
Reticulado-Que tem forma de rede. Retrete-Latrina.
Revel-Rebelde, insurgente. Reverberar-Refletir (luz, calor ou som).
Revindita-Vingança duma vingança. Rezingar-Altercar.
Ricto-Abertura da boca - contração facial. Rifão-Provérbio.
Rilhar-Roer ou ranger os dentes. Risota-Riso zombeteiro.
Roaz-Que rói muito. Roble-Carvalho.
Roca-Rocha. Rocim-Cavalo pequeno, fraco e magro.
Rocio-Orvalho. Roda-viva-Azáfama.
Ropar-Trazer ou levar de rastos - rastejar. Roldão-em tropel; atropeladamente.
Ronceiro-Vagaroso; indolente. Roncolho-mal castrado, de um só testículo.
Rossio-Praça larga e espaçosa. Rostro-O bico das aves.
Rotundo-Redondo. Rotura-Rompimento.
Roupeta-Batina sacerdotal. Rubicundo-De cor rubra.
Rudimentos-Primeiras noções, princípios. Ruma-Pilha, montão - Rima.
Rumorejar-Sussurrar. Rupestre-Gravado, traçado ou feito na rocha.
Rutilar-Brilhar muito - resplandecer.

"S"

Sabe-tudo-Sabichão. Sabino-Cavalo de pêlo branco/vermelho/preto.
Sabujo-Bajulador, adulador. Sacai-(chulo) Enfadonho, chato.
Sachola-Pequena enxada de boca larga. Saciforme-Em forma de saco.
Sacripanta-Desprezível. Safa-Exprimir tédio ou admiração.
Safardana-Desavergonhado, desprezível. Sáfaro-Inculto, agreste - estéril.
Safismo-Lesbianísmo. Saído-Saliente.
Saimento-Funeral. Sainete-Coisa agradável - comédia curta.
Salaz-Impudico, devasso. Salseiro-Desordem, confusão.
Salso-Salgado. Sandeu-Idiota, parvo, tolo.
Sanha-Fúria, rancor. Sápido-Saboroso, gostoso.
Saracoteio-Rebolado. Saraiva-Granizo.
Sarapantar-Espantar. Sarigüê-Gambá.
Sazão-Tempo de colher os frutos. Sazonado-Maduro.
Sectário-Relativo a seitas. Sectarismo-Intolerante, intransigente.
Sedestre-Estátua de pessoa sentada. Segar-Ceifar.
Seixo-Fragmento de rocha dura. Selenita-Suposto habitante da lua.
Semicúpio-Banho/ imersão abaixo do tronco. Sempiterno-Não tem principio nem fim.
Senectude-Senilidade. , Sensitiva-Dormideira.
Sentina-Latrina. Sequaz-Partidário, seguidor.
Serôdio-Que vem tarde, fora do tempo. Serralho-Harém.
Sestro-Cacoete. Sevandija-Parasito ou verme imundo.
Sibarita-Dado a vida de prazeres. Sicário-Assassino assalariado.
Silente-Silencioso. Similitude-Semelhança.
Simonia-Tráfico de coisas sagradas. Sinecura-Função em que quase não trabalha.
Sisudo-Austero. Soabrir-Entreabrir-se.
Socapa-Disfarce, manha, astúcia. Soçobrar-Afundar, naufragar, aniquilar-se.
Sodalício-Pessoas que vivem juntas. Soez-Vil, torpe, reles.
Sôfrego-ânsia em comer e beber - Impaciente. Soga-Corda grossa.
Soldada-Salário. Soledade-Lugar ermo - tristeza do sozinho.
Solerte-Sagaz, manhoso. Solilóquio-Fala de alguém consigo - monólogo.
Solitude-Solidão. Somático-Referente ao corpo.
Somítico-Avaro. Songamonga-Pessoa sonsa.
Sonso-Dissimulado, astuto, velhaco. Sopitar-Fazer dormir - tirar a energia.
Sopor-Sonolência, sono profundo. Sorguer-Erguer um pouco ou com dificuldade.
Sorrelfa-Disfarce para enganar. À socapa. Sortilégio-Bruxaria.
Sortir-Abastecer-se, prover-se. Sorumbático-Sombrio, tristonho.
Soslaio-Obliquamente, de esguelha. Sotaina-A batina do padre.
Sotopor-Postergar, pospor. Sotoposto-Posto por baixo.
Soturno-Triste, lúgubre. Sovina-Avaro.
Suasório-Persuasivo. Súcia-Corja.
Sudação-Suar - sudorese. Suelto-Tópico ou comentário de jornal.
Sumidade-Cimo, cume - eminente. Supérstite-Sobrevivente.
Supimpa-Ótimo, superior. Supra-sumo-O mais alto grau; o auge.
Suscitar-Fazer nascer, causar, provocar. Sustância-Substância, vigor, robustez.
Sustento-Alimento, alimentação. Sutil-Tênue, delgado, agudo etc.
Sútil-Feitos de pedaços cozidos; cozido.

"T"

Tabaréu-Caipira. Tachar-Acusar.
Tácito-Silencioso, calado. Taciturno-Triste, que fala pouco.
Taifa-A criadagem de bordo. Tálamo-O leito conjugal.
Talante-Vontade, arbítrio. Talássico-Relativo ao mar.
Talhada-Fatia. Taludo-Corpulento, desenvolvido.
Tampouco-Também não. Tandem-Bicicleta de dois assentos seguidos.
Tanatologia-Teoria da... Ou sobre a morte. Tanger-Tocar instrumento, soar, ressoar.
Tangível-Que pode ser tocado. Tantã-Maluco, doido.
Tapa-olhos-Tapona, venda. Tapir-Anta.
Taramelar-Tagarelar. Tardança-Demora.
Tareco-Objeto velho, cacareco. Tarimbar-Servir no exército.
Tarimbeiro-Ir a oficial sem estudo superior. Tarro-Vaso para ordenha de leite.
Tartamudear-Gaguejar. Tartufo-Hipocrisia; devoto falso.
Tasca-Surra. Tasco-Pedaço, bocado.
Tamalho-Fatia grande. Taumaturgo-Que faz milagres.
Tebaida-Retiro, solidão. Tectônica-Arte de construir edifícios.
Tejadilho-Teto de veículos. Telha-vã-Telhado sem forro.
Tenência-Prudência, vigor, firmeza. Tenesmo-Impossibilidade de defecar/ urinar.
Teorético-Teórico. Teres (ê)-Posses, bens, haveres.
Tergiversar-Procurar rodeios, evasivas. Térmita-Cupim.
Termogêneses-Produção de calor nos seres. Terreal-Terrestre.
Terrificar-Apavorar. Terso-Puro, limpo, polido.
Tertúlia-Assembléia literária e de amigos. Testo (ê)-Tampa de barro ou de ferro.
Tesura-Orgulho, vaidade, tesão. Tetéia-Enfeite; graciosa.
Tez (ê)-Cútis, pele, epiderme do rosto. Tíbio-Morno, frouxo, fraco, escasso.
Tiete-Fã. Tijuco-Pântano, lama, lodo.
Timbale-Tímpano. Timorato-Medroso, tímido.
Tiple-Soprano. Tira-teimas- argumento decisivo- Léxicos.
Tisana-Infusão medicamentosa. Tisnar-Tornar negro como o carvão/manchar
Títere-Fantoche; testa-de-ferro. Tofu-Queijo de leite de soja.
Toleirão-Bobalhão. Tolhido-Entrevado, paralítico.
Tômbola-Loteria de prêmios em objetos. Tomo-Valia, importância.
Tonitruante-Estrondoso; atroador. Tonsurado-Clérigo.
Topônimo-Nome próprio de lugar. Torço-Espécie de turbante.
Tordilho-Cavalo pêlo negro/ mancha branca. Toró-Chuva violenta e curta.
Torso-Tronco/busto de pessoa ou estátua. Torvo-Terrível, medonho, carrancudo.
Torvelinho-Grande agitação; remoinho. Tosa-Surra; sova.
Touça-Moita. Toutiço-Cachaço, nuca, atrás da cabeça.
Trabuco-Espécie de bacamarte; espingarda. Tralha-Rede pequena; utensílios velhos.
Trambique-Trapaça, logro. Trampa-(chulo) Excrementos, fezes.
Trampo-Trabalho. Trampolineiro-Trapaceiro.
Transato-Passado; pretérito. Transeunte-Que passa, anda ou passante.
Transigir-Chegar a acordo; ceder. Traquejo-Prática; experiência.
Traquinar-Fazer travessura. Travanca-Obstáculo, empecilho.
Trêfego-Turbulento, irrequieto. Trejeito-Careta, esgar.
Tremedal-Pântano. Trescalar-Emitir cheiro forte.
Treta-Ardil, estratagema. Trifólio-Trevo.
Trigueiro-Moreno. Trinque-Elegância, esmero.
Trófico-Relativo à nutrição. Trololó-Música ligeira e fácil.
Trombicar-Burlar, lograr. Trôpego-que anda a custo.
Truão-Bobo. Trucidar-Matar com crueldade.
Truísmo-Verdade trivial e evidente. Trunfa-Cabelo desalinhado, grenha.
Tudo-nada-Pequeníssima porção. Tugir-Falar baixinho, murmurar.
Tugúrio-Cabana, abrigo, refúgio. Túmido-Saliente; vaidoso, arrogante.
Túrgido-Dilatado, inchado, túmido. Turra-Teima, briga, disputa.
Turrar-Bater com a testa, marrar, teimar. Turuna-Valentão.

"U"

Uberdade-Abundância; fartura. Úbere-Fértil, produtivo, farto.
Ubíquo-Estar ao mesmo tempo em toda parte. Uca-Cachaça.
Ucharia-Despensa - depósito de mantimentos. Ufanar-Regozijar-se.
Ufania-Vaidade descabida. Ulterior-Além, posterior.
Últimas-Ponto extremo; miséria, penúria. Ultraje-Insulto ou afronta grave.
Ulular-Uivar. Umbroso-Sombrio; copado, frondoso.
Unção-Untura; piedade religiosa. Undícola-Que vive nas águas.
Undívago-Andar sobre as ondas. Ungueal-Relativo à unha.
Unguífero-Que tem unha. Ungulado-Mamífero com cascos nos dedos.
Unha-de-fome-Avarento. Unívoco-De uma única significação.
Urbe-Cidade. Urdir-Tramar.
Urente-Que queima e arde. Urgir-Sem demora, urgente.
Ursada-Traição, deslealdade. Urucubaca-Caiporismo
Urupema-Peneira de fibras vegetais. Urze-Arbusto silvestre de flores coloridas.
Usança-Hábito antigo e tradicional. Uxoricídio-Marido assassinar a mulher.

"V"

Vacante-Que está vago. Vadear-Atravessar a vau.
Vade-mécum-Livro prático muito consultado. Vagido-Choro de recém-nascido.
Valdevinos-Desocupados ou estroinas. Valetudinário-Fraco ou inválido.
Valhacouto-Refúgio, abrigo, asilo. Varapau-Pessoa alta e magra.
Variegar-Dar cores diversas - diversificar. Vário-Diversas cores; diferente, instável.
Vasca-Grande confusão; estertor. Vascolejar-Agitar líquidos; revolver.
Vasqueiro-Causa ânsias - raro. Vate-Poeta.
Veiga-Planície cultivada e fértil. Veleidade-Hesitante; quimeras, fantasias.
Velutíneo-Veludoso. Venatório-Relativo à caça.
Venera-Insígnia militar; condecoração. Veneta (ê)-Loucura; impulso repentino.
Venta-Narina. Venusto-Muito formoso; belíssimo.
Verberar-Censurar energicamente. Verboso-Falador, loquaz.
Verborragia-Muitas palavras: poucas idéias. Verdugo-Carrasco.
Vergasta-Vara fina para açoitar. Vergel-Jardim, pomar.
Vero-Verdadeiro. Verossímil-Semelhante à verdade; provável.
Versal-Maiúscula tipográfica. Verve-Calor ou vivacidade de imaginação.
Vesânia-Nome de perturbações mentais. Vesano-Louco, demente.
Vetusto-Antigo, muito velho, deteriorado. Vezo-Costume vicioso ou criticável.
Vianda-Qualquer alimento ou carne. Viandante-Viajante.
Vicário-Que faz às vezes de outrem ou coisa. Vicejar-Vegetar com opulência.
Vicinal-Estrada ligando povoações próximas. Vicissitude-Variações que se sucedem.
Vilipêndio-Desprezo, menoscabo. Vincendo-Que está por vencer.
Vindita-Punição legal; vingança. Viperino-Da cobra; Venenoso; mordaz, mau.
Virago-Mulher grosseira e varonil. Viso-Aspecto, fisionomia, vislumbre.
Vitelino-Da gema do ovo ou relativo a ele. Vitualhas-Víveres.
Vituperar-Repreender, censurar com dureza. Vociferar-Bradar, reclamar, fala colérica.
Volição-Ato de determinação de vontade. Voltarete-Jogo de cartas com três parceiros.
Vômico-Vomitório. Voragem-O que sorve ou devora.
Vulgo-O povo, a plebe; o comum dos homens. Vulnerar-Ferir, golpear, magoar.
Vulpino-Da raposa ou próprio dela. Vulturino-Próprio do abutre.
Vultuosidade-Congestão da face. Vurmo-O pus das úlceras.

"W"

Não constam vocábulos de interesse ao que me proponho.

"X"

Xácara-Narrativa popular em versos. Xaveco-Pessoa ou coisa sem importância.
Xenofilia-Simpatia por estrangeiros. Xepa (ê)-Comida de quartel.
Xerém-Milho pilado grosso. Xereta-Bisbilhoteiro, intrometido.
Xerimbabo-Animal de criação ou estimação. Xexéu-Catinga, bodum.
Xilindró-Cadeia, prisão. Xixi-Urina.
Xodó-Namoro, paixão, amor. Xucro-Ignorante, rude, mal-educado.

"Y"

Nada consta a respeito do pretendido.

"Z"

Zabumba-Bombo. Zanzar-Vagabundar, vaguear.
Zarpar-Ir, partir. Zefir-Tecido leve de algodão.
Zéfiro-Vento suave e fresco. Zelos-Ciúmes.
Zelote-Que finge ter zelos. Zíngaro-Cigano músico.
Zoada-Rumor forte, confuso; zoeira. Zoar-Som forte; zumbido.
Zonzeira-Vertigem, tonteira. Zorra-Confusão, barulho.
Zumbaia-Rapapé. Zunzum-Boato.
Zunir-Som do vento sibilante nas ramas. Zurrapa-Vinho ruim ou estragado.
Zurro-A voz do burro, ornejo. Zurzir-Maltratar, punir, criticar, castigar.

***
FECHAMENTO

Alguém, num passado não muito longínquo, disse, mais ou menos, o seguinte: "Se não for possível vencer ao inimigo! Junte-se a Ele!".
Não concordo! Em razão da impossibilidade da fusão do "Bem" com o "Mal" como forma de solução idônea e justificável; no meu entender, devemos sempre procurar combater o erro sem destruir o ser humano em falta voluntária, ou não.
Toda vez que destruímos totalmente o que achamos que é errado, estamos danificando, também, quem praticou o erro! Assim agindo, estamos alimentando mais a fogueira das devassidões e dos infelizes das partilhas divisionais do que temos em detrimento ao que eles não têm.
Deus (Alá, ou o Arquiteto do Universo), se quisesse, já de muito teria acabado com o contencioso ao Bem por ele representado e distribuído aos bons e aos maus. Contudo, não o fazendo, com tanto poderes que tem, é em razão dessa missão ter sido a nós debitada e exigida, com Ele apenas observando e nos ajudando com o exemplo dos seus profetas e fiéis mais aprimorados.
Não há, nem nunca houve, nenhuma arma especial para a prática do bom proceder, e ela atua em todas as facetas do ser humano, inclusive, na didática, escolaridade, aperfeiçoamento intelectual ou poético, liberdade consciente, ou não, entretanto...
Da aurora às vespertinas, ou melhor, de um amanhecer ao outro, seguidamente, temos que estarmos munidos da boa vontade de servir e entender os problemas do próximo, mesmo que ele esteja distante como eu e você que está lendo estas linhas nesta passarela de papel.
Servir! Não quer dizer distribuir bens materiais, muito embora, eles não sejam descartáveis por não haver o Mal nas coisas inertes, porém, é, e sempre será, estar disponível aos chamamentos dos que de nós necessitarem, nem que seja para dar-lhes um conselho correto ou até um mero aperto de mão. Há muito mais crédito e valor numa esmola dada por um carente ao outro, do que uma fortuna transferida de um nababo para um ricaço.
Um sorriso e compreensão dadivosos costumam ter mais merecimento e surtir o efeito desejado do que um elogio espalhafatoso e volátil.
Se todos, sem nenhuma exceção, desse um pouco do que lhe sobra, nem que seja em palavras e gestos afetuosos, aos poucos, às dificuldades iriam se desvanecendo pela seqüencial prestação de serviços e ajuda de "todos para com todos". Neste momento, não tendo nada para oferecer, deixo pára os demais este meu humilde trabalho, na convicção de que ele poderá ser aprimorado por quem tenha a capacidade para tal mister, ficando em meus "aposentos" na expectativa de ter, na pior das hipóteses, sido lido por "alguém" que tenha aprendido e apreendido alguma coisa além do que já sabia.

Coronel Fabriciano - MG.
(aa.(Sebastião Antônio BARACHO.
Fone: 0(xx)3l 3846 6567
conanbaracho@uol.com.br